A portabilidade levada ao extremo

O conceito de portabilidade sempre foi uma preocupação da indústria e serviços, basta pensar na restauração e no sucesso dos Take away, ou no sector automóvel e na luta pela autonomia do veículo. Na área do hardware e do software verifica-se a mesma tendência: computadores mais leves e finos (veja-se o recente ibooK air de Apple), dispositivos de armazenamento leves, pequenos e de grande capacidade.

Aproveitando a actual capacidade de armazenamento da pen-drive, iPod, discos duros amovíveis, Portable APPS avançou com um produto interessante. Uma suite, conjunto de programas, que são armazenados num desses dispositivos e vão com o seu dono para todo o lado. Todos os programas são software livre com licença GPL. A pessoa não necessita de utilizar aplicações alheias, usa as suas e com a configuração que decidiu – caso do gestor de correio, dos navegador e dos favoritos, etc.

É de facto uma solução inteligente que tira partido das possibilidades tecnológicas e vai ao encontro das necessidades de muitas pessoas – comodidade, autonomia e independência. Uma vantagem inegável é o funcionamento em qualquer computador público a partir do dispositivo sem necessidade de instalação e sem correr o risco de deixar passwords ou informação pessoal.

O funcionamento é simples: existe uma plataforma que é gravada no dispositivo e sobre essa são gravados os programas sugeridos (suite feita) ou elabora-se o pacote de forma personalizada.

As áreas dos programas disponíveis são: acessibilidade, desenvolvimento, jogos, gráficos/ imagens, Internet, música/ vídeo, Office, OS, utilitários. A aplicação mais usada é o navegador Mozilla Firefox.

O processo de instalação é muito simples.

Creio que a tendência futura já está bem delineada: programas portáteis, suites personalizadas, processo de instalação de programas inexistente, sobretudo em aplicações mais usadas. Isto graças a esta solução de aplicações portáteis, mas também ao aparecimento de programas que se utilizam quando estamos conectados, mas que não se instalam localmente (ej. Google Docs).

2 thoughts on “A portabilidade levada ao extremo

  1. Os portableapps são grandes ferramentas, igualmente lá são apps como o feedreader (http://feedreader.com/) que poderia ser instalado ao USB. aquele é meu leitor favorito dos rss

    Saludos desde Colombia.
    Pd. Perdón si cometí algún error, no soy bueno en portugues pero espero aprender leyendo este interesante blog.

  2. Tu portugués es excelente y estoy satisfecha que los temas aquí elegidos puedan interesar a las personas. También estoy seguiendo tu “actividad” desde que me he apuntado a Sedic.

    Un saludo desde Salamanca

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s